7 Hábitos de Genes Criativos Apoiados pela Ciência - 2020

By in
7 Hábitos de Genes Criativos Apoiados pela Ciência - 2020

Mesmo que você não ache que é o “tipo criativo”, não pense que pode ignorar essa qualificação ou que também não pode ser criativo.

60% dos CEOs consultados pela IBM concordaram que a criatividade era a habilidade mais importante a ter em um papel de liderança, porque pode nos ajudar a resolver problemas e responder a desafios.

As sementes da criatividade vivem em todos, mas nossos hábitos diários podem alimentá-los ou constrangê-los. Aqui estão 7 hábitos diários que irão acender sua imaginação e incentivar sua mente a pensar fora da caixa:

Mesmo pessoas criativas precisam de um cronograma

É um equívoco gigantesco que as pessoas criativas precisam viver vidas selvagens e desestruturadas.

Isso pode funcionar para um astro de rock de um milhão, mas a maioria das mentes criativas agendar seus dias bastante bem. Stephen King, por exemplo, atribuiu seus 350 milhões em vendas de livros à sua intensa rotina de escrita.

O psicólogo William James descreveu o impacto de uma programação rigorosa na criatividade dizendo que isso pode “libertar nossas mentes para avançar para campos de ação realmente interessantes”.

Eu não estou dizendo que você deve se esconder em seu escritório o dia inteiro, mas você precisa de lápis no tempo para a criatividade diária. Para começar, considere configurar seu próprio cronograma de inovação gastando 20 minutos diariamente em pensamento criativo.

Criatividade é contagiante

Albert Einstein disse certa vez: “A criatividade é contagiante. Passe adiante”. E a ciência sustenta que a criatividade se espalha como o resfriado comum, especialmente se você é um líder.

Pode parecer assustador no começo, mas você precisa se expor de maneira criativa. Peça a um colega de trabalho feedback sobre suas novas ideias. Se você é proprietário de uma empresa, configure reuniões de equipe para debater projetos criativos. Mesmo que o feedback possa ser doloroso (especialmente em algo pessoal e artístico), ele pode impulsionar você e a criatividade de sua equipe a novas alturas.

Diverta-se

Por que você acha que os funcionários do Google são incentivados a jogar vôlei de praia e jogar boliche enquanto estão no relógio? Está provado que se divertir envolve o lado criativo do cérebro. Além disso, “brincar” pode diminuir os níveis de estresse, aumentar o otimismo, aumentar a motivação e melhorar a concentração geral.

Pode parecer bobo e contraproducente, mas jogar e ser espontâneo diariamente, especialmente se você estiver em uma rotina. Criatividade à parte, é sempre importante aproveitar o tempo para se divertir.

Saia

Muitas evidências apontam para os muitos benefícios que o exercício, particularmente em contextos naturais, tem na criatividade. Em um recente estudo de Stanford, a pesquisa mostrou que as pessoas eram dramaticamente mais criativas após o movimento físico do lado de fora.

É a mesma razão pela qual líderes como Mark Zuckerberg e Jack Dorsey realizam regularmente reuniões de caminhada. Para reavivar seu gênio interior, considere correr de manhã ou almoçar longe da mesa. Melhor ainda, leve toda a equipe para fora. Seu corpo e mente vão agradecer por isso.

Aja como uma criancinha

Muito da nossa criatividade deriva da capacidade de ver as coisas através da perspectiva de um estranho. E os estudos descobriram que uma maneira perfeita de desencadear novas perspectivas é agir como uma criança pequena (menos as birras).

Especialmente em um ambiente de trabalho guiado, pode parecer que não há nada sob o sol que possa ser melhorado. Muito simplesmente, agindo como se tudo fosse novo e questionando tudo, você chegará aos insights mais inesperados, mesmo durante os dias de trabalho medíocres.

Sonhar tanto quanto possível

O que eu estava dizendo? Oh, certo. Temos a tendência de reunir uma abordagem mais criativa aos problemas quando nossa mente está livre, e a neurociência aponta para o devaneio como a solução perfeita. Portanto, não se preocupe com o zoneamento por alguns minutos. Embora possa parecer contra-intuitivo na época, permitir que sua mente vagueie realmente aumenta sua criatividade e pode até mesmo ajudar a sua memória. Então, se você está se sentindo perdido, deixe-se ficar por alguns momentos ao invés de tentar se forçar a se concentrar.

E finalmente, deixe de lado a ideia de “perfeição”

Edwin Land, co-fundador da Polaroid, disse certa vez: “A parte essencial da criatividade é não ter medo de falhar”.

E está provado que o estresse é um conhecido assassino da criatividade. Então, deixe de lado a perfeição e perceba que a criatividade é um processo contínuo. Eu não estou dizendo que você deve entregar um trabalho desleixado, mas você precisa perceber que todo artista prolífico lidou com muitos fracassos em suas vidas.

Sabendo que você está fazendo as coisas da melhor maneira possível, você pode remover quaisquer barreiras que possam impedir idéias criativas. Segure-se criticando a si mesmo e aprenda a aceitar qualquer queda ou erro. Ao remover quaisquer expectativas irrealistas, você remove o potencial de ansiedade, o que pode turvar bastante o cérebro.

Seu takeaway de tudo isso? Seja intencional sobre a criatividade se quiser que ela floresça. Como Maya Angelou disse uma vez: “Você não pode usar a criatividade. Quanto mais você usa, mais você tem.”

Você tem algum hábito de criatividade? Eu quero ouvi-los!

Fonte: https://www.inc.com/elle-kaplan/7-science-backed-habits-of-creative-geniuses.html